Todo modismo que implique modificação do corpo de maneira irreversível tem que ser muito bem ponderado. Cuidado, cuidado, cuidado. Excesso de silicone, lipoaspiração, preenchimento, botox, tratamentos agressivos no cabelo, tatuagem em excesso, anabolizantes, tenham calma.

Conheço um monte de gente que está com o corpo todo azulado, cheia de tatuagem, morta de arrependida. Há pessoas que estão com a sobrancelha quase na linha do couro cabeludo de tanto botox. Tem cabelo crespo que era tão lindo e que de tanta química se estragou. Gente com uma gordurinha aqui e outra ali que se lipou tanto que o corpo parece que saiu de uma forminha de boneco.

Tem umbigo completamente desgraçado por cirurgia mal-feita. Tem mulher que tinha a voz super bonita, mas que de tanta bomba, parece que são homens falando hoje em dia.

A gente vive num mundo em que tanta gente diferente luta pra ser igual, pra ter o mesmo rosto, o mesmo nariz, a mesma cintura, o mesmo cabelo platinado. Eu vejo um monte de gente próxima que se acaba em academia, que não come uma comida gostosa utilizando o escudo da vida fitness com um objetivo completamente diferente de ser saudável. A verdade é que tem muita gente que está é adoecendo sendo “fit”, estragando sua mente com tanta ansiedade, com o desejo de mostrar pros outros que não come uma torta de chocolate. Qual é o grande pecado de transgredir um pouco na alimentação de vez em quando? Precisa realmente comer uma fatia de pizza e sair feito doido pra cima de uma esteira? É uma geração que acha que academia é lugar de “pagar”alguma coisa. [email protected], academia é um canto pra relaxar, espairecer, não precisa pagar nada não. É gente que “treina”e não malha, é um desespero danado pra se encher de suplemento, quando a dieta basicamente coloca tudo à sua disposição. Criaram uma cultura do personal trainer, personal diet, personal nutri, personal tudo mais. Falam agora em “performance”e te colocam viver como se fosse uma máquina, você é melhor que qualquer máquina, porra! E de 2 em 2 anos, criam uma dieta da moda e depois vêem que todo aquele exagero não era legal.

Quer viver bem? Aceite-se, entenda-se e esforce-se. Faça o esporte que você ama, na frequência adequada, coma bem, evite exagerar nas porcarias, controle a ansiedade, controle a ansiedade, o importante, o importante, o importante é controlar a ansiedade. Antes de comer, lembre de perguntar pra si mesmo se aquela comida na sua frente vai matar sua fome ou se aquilo é a sua vontade de comer porque não está conseguindo lidar com os problemas. Beba muita água e não exagere com a bebida alcoólica. Saia de casa e faça esporte pra melhorar o seu ritmo de vida, não seja escravo da academia, do macacão colorido, do tênis com amortecedor ultra-power-megazord, seja você, seja aquela pessoa que faz as coisas porque ama e não porque precisa fazer pra que alguém te ame.

Esse mundo aqui é só uma passagem mesmo, aproveite pra fazer o bem e pra se fazer bem, nunca seja escravo de si mesmo e muito menos do próximo. Quebre a histeria coletiva desses tempos tão chatos. Faça o seu melhor, é o melhor a fazer…sem coach, sem mágica, sua fórmula é você, sem a vida do outro, é você…É o relatório… fui…